Mostrando Otra vez Granada ☝️🌹🇪🇸

El pasado 30 de mayo , Granada se vistiò de moda, Con el apoyo de Consejerìa de Comercio de Granada, múltiples blogueras y organizadoras de eventos hicieron su aparariciòn en las calles del centro de Granada, con el fin de promocionar y incentivar el comercio.

http://taranteologie.wordpress.com/2014/06/05/granada-esta-de-moda-mas-que-nunca/

Y por eso mi amiga la periodista y presentadora neoyorquina : Shariane Hillier se desplazò hasta aquì.

On 30 May multiple bloggers and event planners in Granada, dressed trendy and with the support of Ministry of Commerce of Granada, made an appearance on downtown streets in order to promote and encourage trade.

http://taranteologie.wordpress.com/2014/06/05/granada-esta-de-moda-mas-que-nunca/

As a result my friend and New York journalist Shariane Hillier visited here.

JRE_5687
😘👏🍸🎉
20140611-153842-56322175.jpg

20140611-153842-56322619.jpg

La invitè para que unos ojos neoyorquinos apreciasen la belleza de nuestra ciudad y la llevase al otro lado del Ocèano, para que los estadounidenses conociesen que Granada ademàs de una Maravillosa ciudad , posee un refinado y Europeo estilo en el vestir de sus mujeres.👏😘

I invited her since few New Yorkers appreciate the beauty of our city. I also wanted her to see and carry the message across the ocean so that Americans will see that Granada is a wonderful city, and that their women have a refined European style.👏😘

20140611-154923-56963494.jpg

20140611-155430-57270551.jpg

20140611-155509-57309623.jpg

Shariane utiliza tocado Ecoco Tocados


Shariane wore a headdress from Ecoco Tocados

Por la cual Esther García , Jennifer Garcia y yo organizamos un evento de presentaciòn entre la periodista y las destacadas blogueras.👏👏

Therefore Esther Garcia, Jennifer Garcia and I organized an event to introduce the journalist and the prominent bloggers.👏👏

20140611-160134-57694386.jpg

20140611-160134-57694243.jpg

Pinot Noir tuvo la deferencia de ofrecernos el champagne .🍸🍸

Pinot Noir had the courtesy to offer the champagne.🍸🍸

20140611-160649-58009199.jpg

20140611-160648-58008726.jpg

20140611-160853-58133293.jpg

20140611-160853-58133126.jpg

Agradecemos a Maria Frances que con su presencia nos animò a perseverar en nuestro trabajo👏☝️🌹

We thank Maria Frances whose presence encouraged us to persevere in our work👏🌹☝️

20140611-161715-58635908.jpg

20140611-161833-58713433.jpg

Shariane con la querida Pilar , bloguera y escritora para la revista Hola España👏🌹

Shariane with dear Pilar, a blogger and writer for the magazine Hola Spain👏🌹

20140611-162150-58910775.jpg
Shariane con la querida y internacional bloguera Conchy 😘👏🌹
Shariane with dear international blogger Conchy😘👏🌹

20140611-162629-59189684.jpg

Me encata esta foto con mi querida Esther !❤️
I love this photo with my dear Esther!
❤️

20140611-162629-59189831.jpg
Esther , Shariane y yo!🌹
Esther, Shariane, and I!🌹

20140611-162740-59260249.jpg

Yo con la querida La Poire Rouge😘☝️🌹
My dear La Poire Rouge and I🌹😘☝️

20140611-163918-59958209.jpg

Ahora empieza las secciòn de fotos con el renombrado fotògrafo Jenaro Rodriguez Espinosa 👏😘🎉🎊☝️😘😘
Now begins the photo section with renowned photographer Jenaro Rodrìgues Espinosa😘👏🌹☝️💐🎉

20140611-164349-60229530.jpg

20140611-164349-60229672.jpg

20140611-164349-60229391.jpg

20140611-164527-60327628.jpg

20140611-164527-60327775.jpg

20140611-164742-60462301.jpg

Mis queridas La Poire Rouge, Shariane Hillier, Jennifer Garcìa y yo.❤️

My dear La Poire Rouge, Shariane Hillier, Jennifer Garcìa, and I❤️

20140611-165126-60686735.jpg

20140611-165126-60686879.jpg

👏👏🌹🎊🍸Carpe Diem

20140611-165434-60874576.jpg

Con mi querida Shariane!20140611-165434-60874726.jpg

20140611-165830-61110742.jpg

 

20140611-170030-61230434.jpg

20140611-170210-61330396.jpg

20140611-170210-61330560.jpg

20140611-170210-61330717.jpg

Esther siempre con bromas! 😘👏
Esther always jokes!😘👏

20140611-170210-61330245.jpg

20140611-170211-61331154.jpg

20140611-170211-61331008.jpg

Otra vez, mi querida Esther haciendo bromas😘👏☝️🙋

20140611-171551-62151382.jpg

20140611-225257-82377298.jpg

20140611-225257-82377461.jpg

Que dìa especial para todas nosotras 👏😘 gracias a todas por participar .

That was a special day for all of us, thanks to all for participating.😘👏🍸

20140611-225601-82561543.jpg

Y para finalizar: recordaremos aquellos dulces versos para que Shariane Hillier no se olvide de Granada🌹

❤️Granada tierra soñada por mi
Mi cantar se vuelve gitano quando és para ti …
Granada tierra ensangrentada
En tardes de toros
Mujer que conserva el embrujo
De los ojos moros
Granada tu tierra està llena de coplas
Preciosas,
No tengo otra cosa que darte , que un ramo de rosas

Shariane Hillier veste Ecoco Tocados
http://www.ecoco.es
Photos by Jenaro Rodrigues Espinosa
http://jenaroespinosa.com/reunion-de-blogueras-de-moda-en-granada/

Y hasta la vista baby 😎

Beijos , besos y kisses 🙋

http://instagram.com/ferrerangelica

Advertisements

Carnival Inspiration🎭🍹🎉

20140227-135449.jpg

O carnaval está chegando 👏👏🎉 eu preparei uma pequena e particular festa em minha casa 😹😹 eu e Antonito nós disfarçamos , eu de Carmen Miranda e Antonito de sambista de gafieira 😹👏👏

20140227-140352.jpg

20140227-140549.jpg

Ebaaaa carnaval , sol e muita alegria , e nesses dias é bom pra cometer algumas gafes , mas com uma mascara , assim ninguém vai saber quem é haha😹😹😹👏🎉

20140227-140759.jpg

20140227-140942.jpg

Uma música de carnaval que eu adoro ! 😹👏 mamamama mamãe eu quero mamãe eu quero , mamãe eu quero mamar 😹😹😹😹😹😹

20140227-141258.jpg

Muitas canções de carnaval , e machinhas dos anos 80’s que ainda fazem muito sucesso , uma pena que não tenha muitas festas estilo baile como antigamente. 🎭🎉

20140227-141455.jpg

20140227-141547.jpg

20140227-141603.jpg

20140227-141619.jpg

20140227-141635.jpg</

Olla ai Antonito que lindo está de sambista de gafieira 😹👏🎉

20140227-141820.jpg

20140227-141853.jpg

20140227-141906.jpg

Carmen Miranda eu sou 😹👏🎉🎭

20140227-142017.jpg

20140227-142103.jpg

20140227-142214.jpg

20140227-142254.jpg

20140227-142311.jpg

20140227-142337.jpg

20140227-142429.jpg

Comemorado em Portugal desde o século XV,1 o entrudo foi trazido pelos portugueses para a então colônia do Brasil e em finais do século XVIII1 era já praticado por todo o território. Consistia em brincadeiras e folguedos que variavam conforme os locais e os grupos sociais envolvidos. Com a mudança da corte portuguesa para o Rio de Janeiro, surgiram as primeiras tentativas de civilizar a festa carnavalesca brasileira,1 através da importação dos bailes e dos passeios mascarados parisienses, colocando o Entrudo Popular sob forte controle policial. A partir do ano de 1830, uma série de proibições vai se suceder infrutífera, de acabar com a festa grosseira.

Em finais do século XIX, toda uma série e grupos carnavalescos ocupam as ruas do Rio de Janeiro, servindo de modelo para as diferentes folias. Nessa época, esses grupos eram chamados indiscriminadamente de cordões, ranchos ou blocos. Em 1890, Chiquinha Gonzaga compôs a primeira música especificamente para o Carnaval, “Ô Abre Alas!”. A música havia sido composta para o cordão Rosas de Ouro que desfilava pelas ruas do Rio de Janeiro durante o carnaval. Os foliões costumavam frequentar os bailes fantasiados, usando máscaras e disfarces inspirados nos baile de máscaras parisienses. As fantasias mais tradicionais e usadas até hoje são as de Pierrot, Arlequim e Colombina, originárias da commedia dell’arte.

20140227-143455.jpg

20140227-143620.jpg

O carnaval é uma das principais festas do Brasil, ocupando lugar de destaque entre diversas camadas da população e da mídia. Em São Paulo, teve sua origem ligada à manifestação do entrudo, uma brincadeira na qual os foliões atiravam água e outros líquidos entre si, existente desde o século XV. Por volta de 1870, a maneira como a população divertia-se no período carnavalesco passou a apresentar mudanças decorrentes do enriquecimento proporcionado pela expansão cafeeira. A formação do carnaval popular paulistano tem como base fundamental as festas de caráter religioso-profano das pequenas cidades interioranas nas quais a população pobre manifestava-se por meio de suas danças e músicas, o primeiro cordão carnavalesco paulistano foi criado por Dionísio Barbosa em 1914 e chamava-se Cordão da Barra Funda (posteriormente Camisa Verde e Branco). A influência dos cordões foi determinante para as primeiras escolas de samba de São Paulo na mesma medida em que os ranchos influenciaram as escolas cariocas. Atualmente, em São Paulo e em várias grandes e pequenas cidades, as escolas de samba fazem desfiles organizados, verdadeiras disputas para a eleição da melhor escola do ano segundo uma série de quesitos. Com o crescimento vertiginoso dessas agremiações o processo de criação se especializou gerando muitos empregos concentrados, principalmente, nos chamados barracões das escolas de samba.

O Carnaval de Salvador é repleto de vários cantores famosos que se apresentam-se em cima de trios elétricos exemplo de: Ivete Sangalo, Claudia Leitte, Daniela Mercury, entre outros artistas, onde também ocorre desfile de blocos afros. Onde a festa ocorre em três circuitos carnavalescos.

O carnaval de rua do Rio de Janeiro, cidade que fundou o carnaval de rua brasileiro, figura no Guinness Book como o maior carnaval do mundo, após ter permanecido durante décadas no marasmo.

20140227-143735.jpg

20140227-143749.jpg

Carmen Miranda, (Portuguese pronunciation: [ˈkaɾmẽȷ̃ miˈɾɐ̃dɐ], 9 February 1909 – 5 August 1955) was a Portuguese-born Brazilian samba singer, dancer, Broadway actress, and film star who was popular from the 1930s to the 1950s.

Miranda began her singing career in Brazil in 1929 where she was a major star before moving to the United States. In 1939, she performed on Broadway on which led to a Hollywood film career in 1940, with her first film Down Argentine Way.Nicknamed “The Brazilian Bombshell, Miranda is noted for her signature fruit hat outfit she wore in her American films, particularly in 1943’s The Gang’s All Here. By 1945, she was the highest paid woman in the United States.

Miranda made a total of fourteen Hollywood films between 1940 and 1953. Though hailed as a talented performer, her popularity waned by the end of World War II. She later grew to resent the stereotypical “Brazilian Bombshell” image she cultivated and attempted to break free of it with limited success. Undaunted, Miranda focused increasingly on her nightclub appearances, also becoming a fixture on television variety shows—indeed, for all the stereotyping she faced throughout her career, her performances made huge strides in popularizing Brazilian music, while at the same time paving the way for the increasing awareness of all Latin culture.

Carmen Miranda was the first Latin American star to be invited to imprint her hands and feet in the courtyard of the Grauman’s Chinese Theatre in 1941. She is considered the precursor of Brazil’s Tropicalismo, cultural movement of the 1960s.

A museum was later constructed in Rio de Janeiro in her honor, and in 1995 she was the subject of the acclaimed documentary Carmen Miranda: Bananas is My Business.

20140227-144049.jpg

20140227-144914.jpg

20140227-144959.jpg

20140227-145036.jpg

20140227-145222.jpg

20140227-145253.jpg

Que todos se divirtam neste carnaval queridos , um beijo e ate a proxima 😍😎🎉👻 Eu e Antonito estamos jà preparados para a grande festa. 🎭

Angelica Ferrer se fantasia mais ou menos como Carmem Miranda 😹👏🌹 e Antonito de homen da gafieira 🌹 photos feitas em casa . 🌿

Hasta lá vista baby😎

👹👻Halloween 👻👻 Spectrum 👻👹

 

 

20131026-195320.jpg

20131026-195329.jpg

20131026-195344.jpg

20131026-195354.jpg

20131026-195402.jpg

20131026-195410.jpg

20131026-195423.jpg

20131026-195438.jpg

20131026-195446.jpg

20131026-195501.jpg

20131026-195510.jpg

20131026-195523.jpg

20131026-195532.jpg

20131026-195541.jpg

20131026-195547.jpg

20131026-195553.jpg

20131026-195601.jpg

20131026-195608.jpg

20131026-195616.jpg

Love love beatlejuice 😌👌👏

20131026-195657.jpg

20131026-195706.jpg

20131026-195712.jpg

20131026-195718.jpg

20131026-195728.jpg

20131026-195735.jpg

20131026-195742.jpg

20131026-195748.jpg

20131026-195754.jpg

20131026-195801.jpg

20131026-195806.jpg

20131026-195812.jpg

20131026-195823.jpg

20131026-195832.jpg

20131026-195837.jpg

20131026-195842.jpg

20131026-195848.jpg

20131026-195854.jpg

20131026-195900.jpg

20131026-195907.jpg

20131026-195919.jpg

20131026-195924.jpg

20131026-195930.jpg

20131026-195937.jpg

20131026-195943.jpg

20131026-195950.jpg

20131026-195957.jpg

O Dia das Bruxas (Halloween é o nome original na língua inglesa) é um evento tradicional e cultural, que ocorre nos países anglo-saxônicos, com especial relevância nos Estados Unidos, Canadá, Irlanda e Reino Unido, tendo como base e origem as celebrações dos antigos povos, sendo que não existe ao certo referências precisas de onde surgiram essas celebrações.

A palavra Halloween tem origem na Igreja católica.
Vem de uma tradição contraída do dia 1 de novembro, o Dia de Todos os Santos, é um dia católico de observância em honra de santos.
Mas, no século V DC, na Irlanda Céltica, o verão oficialmente se concluía em 31 de outubro.
O feriado era Samhain, o Ano novo Céltico.
Alguns bruxos acreditam que a origem do nome vem da palavra hallowinas – nome dado às guardiãs femininas do saber oculto das terras do norte (Escandinávia).

Mas os estudiosos dizem que a palavra Halloween surgiu da seguinte forma:

O nome é, na realidade, uma versão encurtada de “All Hallows’ Even”(Noite de Todos os Santos), a véspera do Dia de Todos os Santos (All Hallows’ Day).
“Hallow” é uma palavra do inglês antigo para “pessoa santa” e o dia de todas as “pessoas santas” é apenas um outro nome para Dia de Todos os Santos, o dia em que os católicos homenageiam todos os santos. Com o tempo, as pessoas passaram a se referir à Noite de Todos os Santos, “All Hallows’ Even”, como “Hallowe’en”, e mais tarde simplesmente “Halloween”.

O Halloween marca o fim oficial do verão e o início do ano-novo.
Celebra também o final da terceira e última colheita do ano, o início do armazenamento de provisões para o inverno, o início do período de retorno dos rebanhos do pasto e a renovação de suas leis.

Era uma festa com vários nomes: Samhain (fim de verão), Samhein, La Samon, ou ainda, Festa do Sol.
Mas o que ficou mesmo foi o escocês Hallowe’en.
Uma das lendas de origem celta fala que os espíritos de todos que morreram ao longo daquele ano voltariam à procura de corpos vivos para possuir e usar pelo próximo ano. Os celtas acreditavam ser a única chance de vida após a morte.
Os celtas acreditaram em todas as leis de espaço e tempo, o que permitia que o mundo dos espíritos se misturassem com o dos vivos.

Como os vivos não queriam ser possuídos, na noite do dia 31 de outubro, apagavam as tochas e fogueiras de suas casa, para que elas se tornassem frias e desagradáveis, colocavam fantasias e ruidosamente desfilavam em torno do bairro, sendo tão destrutivos quanto possível, a fim de assustar os que procuravam corpos para possuir, (Panati).
Os Romanos adotaram as práticas célticas, mas no primeiro século depois de Cristo, eles as abandonaram.
O Halloween foi levado para os Estados Unidos em 1840, por imigrantes irlandeses que fugiam da fome pela qual seu país passava e passou ser conhecido como o “Dia das Bruxas”.

Travessuras ou Gostosuras? (Trick-or-treat)

A brincadeira de “doces ou travessuras” é originária de um costume europeu do século IX, chamado de “souling” (almejar).
No dia 2 de novembro, Dia de Todas as Almas (ou Finados aqui no Brasil), os cristãos iam de vila em vila pedindo “soul cakes” (bolos de alma), que eram feitos de pequenos quadrados de pão com groselha.
Para cada bolo que ganhasse, a pessoa deveria fazer uma oração por um parente morto do doador.
Acreditava-se que as almas permaneciam no limbo por um certo tempo após sua morte e que as orações ajudavam-na a ir para o céu.

Abóboras e velas: Jack O’Lantern (Jack da Lanterna)

A vela na abóbora provavelmente tem sua origem no folclore irlandês.
Um homem chamado Jack, um alcoólatra grosseiro, em um dia 31 de outubro bebeu excessivamente e o diabo veio levar sua alma. Desesperado, Jack implora por mais um copo de bebida e o diabo concede.
Jack estava sem dinheiro para o último trago e pede ao Diabo que se transformasse em uma moeda. O Diabo concorda.
Mal vê a moeda sobre a mesa, Jack guarda-a na carteira, que tem um fecho em forma de cruz.
Desesperado, o Diabo implora para sair e Jack propõe um trato: libertá-lo em troca de ficar na Terra por mais um ano inteiro.
Sem opção, o Diabo concorda.
Feliz com a oportunidade, Jack resolve mudar seu modo de agir e começa a tratar bem a esposa e os filhos, vai à igreja e faz até caridade.
Mas a mudança não dura muito tempo, não.

No próximo ano, na noite de 31 de outubro, Jack está indo para casa quando o Diabo aparece. Jack, esperto como sempre, convence o diabo a pegar uma maçã de uma árvore.
O diabo aceita e quando sobe no primeiro galho, Jack pega um canivete em seu bolso e desenha uma cruz no tronco.
O diabo promete partir por mais dez anos.
Sem aceitar a proposta, Jack ordena que o diabo nunca mais o aborreça.
O diabo aceita e Jack o liberta da árvore.
Para seu azar, um ano mais tarde, Jack morre, e em seguida tenta entrar no céu, mas sua entrada é negada.
Sem alternativa, vai para o inferno.

Chegando lá, encontra o diabo, o qual ainda desconfiado e se sentindo humilhado, também não permite sua entrada, e como castigo, o diabo joga uma brasa para que Jack possa iluminar seu caminho pelo limbo. Jack põe a brasa dentro de um nabo para que dure mais tempo e sai perambulando.
Devido à esse acontecimento, sua alma penada passa a ser conhecida como Jack O’Lantern (Jack da Lanterna).
Os nabos na Irlanda eram usados como “lanternas do Jack” originalmente, mas quando os imigrantes vieram para a América, eles descobriram que as abóboras eram muito mais abundantes que nabos.
Então começaram à utilizar abóboras iluminadas com uma brasa por dentro ao invés de nabos.
Por isso a tradição de se fazer caricaturas em abóboras e iluminá-las por dentro com uma vela na época de Halloween.

Segundo a lenda, quem presta atenção e consegue ver uma pequena luz fraca na noite de 31 de outubro, é porque conseguiu ver a passagem de Jack procurando uma saída do limbo em que está preso.

As bruxas tem um papel importantíssimo no Halloween.
Não é à toa que o dia 31 de Outubro é conhecida como “Dia das Bruxas” em português.
Segundo várias lendas, as bruxas se reuniam duas vezes por ano durante a mudança das estações: no dia 30 de abril e no dia 31 de outubro.
Segundo conta-se a lenda, chegando em vassouras voadoras, as bruxas participavam de uma festa chefiada pelo próprio Diabo.
Elas jogavam maldições e feitiços em qualquer pessoa, transformavam-se em várias coisas e causavam todo tipo de transtorno.
Diz-se também que para encontrar uma bruxa era preciso colocar suas roupas do avesso e andar de costas durante a noite de Halloween.
Então, à meia-noite, você veria uma bruxa!

A crença em bruxas chegou aos Estados Unidos com os primeiros colonizadores.
Lá, elas se espalharam e misturaram-se com as histórias de bruxas contadas pelos índios norte-americanos e, mais tarde, com as crenças na magia negra trazidas pelos escravos africanos.
O gato preto é constantemente associado às bruxas devido à lendas, as quais citam que elas podem transformar-se em gatos e também devido à crenças, as quais pregam que os gatos são na realidade espíritos de pessoas mortas.
Muitas superstições estão associadas aos gatos pretos.
Uma das mais conhecidas é a de que se um gato preto cruzar seu caminho, você deve voltar pelo caminho de onde veio, pois se não o fizer, é azar na certa.

O Halloween pelo Mundo

A festa de Halloween, na verdade, equivale ao “Dia de Todos os Santos” e o “Dia de Finados”, e foi absorvido pela Igreja Católica para apagar os vínculos pagãos, dando origem a festa. Os países de origem hispânica comemoram o Dia dos Mortos e não o Halloween.
No Oriente, a tradição é ligada às crenças populares de cada país.

.

Brasil

O Halloween no Brasil é chamado de Dia das Bruxas e sua celebração acontece no dia 31 de outubro.
Acredita-se que na passagem dessa noite as almas saem de seus túmulos e partem pelas ruas amedrontando todos aqueles que estão por perto.
O dia das bruxas se infiltrou em nossas comemorações de forma tímida, pois o Brasil, país que celebra as coisas boas da vida, não se vê em meio a festividade aos mortos.
Apesar de sua pequena influência, pode ser vista em escolas, clubes, casas noturnas e shoppings de várias cidades, mas como dito anteriormente, não adquire força expressiva, já que nem o folclore local é efetivamente comemorado.
Muitos nacionalistas dão créditos à influência do imperialismo cultural americano a vinda do halloween, assim, alguns brasileiros, localizados em São Luiz do Paraitinga (estado de São Paulo), decretou o dia 31 de outubro como o dia oficial do Saci Pererê em protesto à inclusão do Halloween.
A maioria das manifestações critica a posição dos brasileiros em importar a cultura americana, já que o país tem grande diversidade folclórica que não é aproveitada e comemorada.
Apesar de todo o esforço da imprensa em destacar essa festividade norte-americana, os brasileiros não costumam festejar a data.
É uma festa celebrada por poucos.
No Rio de Janeiro as manifestações são caracterizadas por placas espalhadas pela cidade opondo tal prática e ainda em pedido ao retorno das considerações brasileiras, isto é, dar valor e importância às crenças nascidas no país, deixando manifestar o patriotismo dentro de nossa cultura.
Mesmo dessa forma, as festas de Halloween no Brasil tem se tornado comuns, principalmente entre o público jovem, os quais se reunem em clubes privados ou mesmo em salões particulares, promovendos festas a fantasia com motivos de “horror”, objetivando comemorar a data considerada como “O Dia das Bruxas”.
Devido à realização dessas festas, o comércio de fantasias e motivos voltados à monstros e bruxas tem tido um aumento expressivo no mês de Outubro de cada ano.
Estados Unidos

Desde 1800, quando os imigrantes irlandeses e escoceses levaram suas festividades de Halloween para a América do Norte, a festa tem se desenvolvido consideravelmente.
A conexão da festa com o Dia de Todos os Santos e o Dia de Finados ficou praticamente deixada de lado, e muitas novas tradições seculares se desenvolveram.
Para as crianças, fantasiar-se e sair pelas casas fazendo a brincadeira do “travessuras ou gostosuras” ainda é o maior evento.

A maioria das famílias nos Estados Unidos e no Canadá participam, mesmo porque não querem correr o risco de pequenos vandalismos.
Muitos adultos se fantasiam e participam com seus filhos de festas a fantasia e concursos.
Outras atividades de Halloween ocorrem durante o mês todo de outubro.
Estas tradições preservam o espírito de alegria do Samhain diante dos pensamentos assustadores de morte e do sobrenatural.
Os americanos acrescentaram filmes de terror, casas assombradas comunitárias, histórias de fantasmas e quadros espiritualistas.
Cartões e decorações também fazem parte do Halloween.

A festa só perde para o Natal no faturamento total do comércio.
Um outro costume comum do Halloween é recolher dinheiro para a UNICEF (site em inglês), em vez de doces.
Esse costume começou em 1950 no estado da Filadélfia, quando uma turma de uma escola dominical teve a idéia de recolher dinheiro para as crianças necessitadas ao brincar de “travessuras ou gostosuras”.
Eles enviaram o dinheiro que conseguiram, cerca de US$ 17,00, para a UNICEF, que foi inspirada pela idéia e começou um programa de “travessuras ou gostosuras”, em 1955.

Espanha

Na Espanha, a tradição de se comemorar o Halloween ainda é recente, tendo chegado praticamente por volta do ano 2000.
O marketing feito sobre a sociedade americana cuidou de universalizar esta festa para proporcionar benefícios econômicos em vários setores, como parques temáticos, livros, cinema e até a gastronomia”.
Na Espanha, as s escolas enfeitam o pátio com abóboras e as crianças se fantasiam de “muertos vivientes”, que são os mortos-vivos, além de bruxas e fantasmas.
Assim como nos Estados Unidos, estando as crianças prontas para a festa, saem às ruas para pedir doces e comidas típicas desta época, porém não são todas as pessoas que gostam.
Muitos vizinhos nem sequer abrem as portas, pois se sentem incomodados e acham que tudo não passa de uma grande besteira.
A Espanha é um dos países que ainda mantém a antiga tradição do culto e respeito aos mortos, assim como no Brasil.
Os espanhóis costumam ir ao cemitério para limpar os túmulos e levar flores, como é costume no Brasil no feriado de Finados, em 2 de novembro.
Além disso, o 31 de outubro coincide com a colheita de castanhas e abóboras, na comemoração chamada de “Castanhada”.

Irlanda

A Irlanda é considerada como o país de origem do Halloween. Nas áreas rurais, as pessoas acedem fogueiras, como os celtas faziam nas origens da festa e as crianças passeiam pelas ruas dizendo o famoso “tricks or treats” (doces ou travessuras).

México

No dia 1º comemora-se o Dia dos Anjinhos, ou Dia dos Santos Inocentes, quando as crianças mortas antes do batismo são relembradas.
O Dia dos Mortos (El Dia de los Muertos), 2 de novembro, é bastante comemorado no México.
As pessoas oferecem aos mortos aquilo que eles mais gostavam: pratos, bebidas, flores.
Na véspera de Finados, família e amigos enfeitam os túmulos dos cemitérios e as pessoas comem, bebem e conversam, esperando a chegada dos mortos na madrugada.
Uma tradição bem popular são as caveiras doces, feitas com chocolate, marzipã e açúcar.

Tailândia

Nesse país, existe o festival Phi Ta Khon, comemorado com música e desfiles de máscaras acompanhados pela imagem de Buda.
Segundo a lenda, fantasmas e espíritos andam entre os homens, sendo que a festividade acontece no primeiro dia das festas budistas.

Símbolos típicos do Halloween com seus misticismos e significados:

A abóbora:

Simboliza a fertilidade e a sabedoria.

A vela: .

Indica os caminhos para os espíritos do outro plano astral.

O caldeirão:

Fazia parte da .cultura, .como mandaria .a tradição..
Dentro dele, os convidados.devem atirar.moedas.e.mensagens.escritas.com pedidos dirigidos aos espíritos.

A vassoura:

Simboliza o poder feminino que pode efetuar a limpeza da energia negativa.
Equivocadamente, pensa-se que ela servia para transporte das bruxas.

As moedas:

Devem ser recolhidas no final da festa para serem doadas aos necessitados.

Os bilhetes:

Com os pedidos, devem ser incinerados para que aquilo que é solicitado através da mensagem escrita seja mais rapidamente atendido, pois se elevará através da fumaça.

A aranha:

Simboliza o destino e os fios que tecem suas teias, o meio, o caminho e suporte para seguir em frente.

Os morcegos:

Simbolizam a clarividência, pois els conseguem ver além das formas e das aparências, sem a necessidade da visão ocular.
Conseguem captar as formas e as distâncias através de sua própria energia, emitindo sinais ultrasônicos.

O sapo:

Está ligado à simbologia do poder da sabedoria feminina, símbolo lunar e atributo dos mortos e de magia feminina.

O Gato preto:

Símbolo da capacidade de meditação e recolhimento espiritual, autoconfiança, independência e liberdade. Plena harmonia com o Unirverso.

Halloween (Halloween is the original name in English) is a traditional and cultural event that occurs in Anglo-Saxon countries, with special relevance in the United States, Canada, Ireland and the UK, based on the origin and celebrations of older people, and there is exactly accurate references whence these celebrations.

The word Halloween comes from the Catholic Church.
Comes from a tradition contracted on 1 November, All Saints Day, is a Catholic day of observance in honor of saints.
But in the fifth century AD, in Celtic Ireland, summer officially concluded on October 31.
The holiday was Samhain, the Celtic New Year.
Some witches believe that the origin of the name comes from the word hallowinas – the name given to the female guardians of knowledge hidden from the northern lands (Scandinavia).

But scholars say that the word Halloween appeared as follows:

The name is actually a shortened version of “All Hallows ‘Even” (Night of All Saints), the eve of All Saints (All Hallows’ Day).
“Hallow” is an Old English word for “holy person” and the day of all the “holy people” is just another name for All Saints Day, the day that Catholics honor all saints. Over time, people began referring to the night of All Saints, “All Hallows’ Even” as “Hallowe’en”, and later simply “Halloween”.

Halloween marks the official end of summer and the beginning of the new year.
Also celebrates the end of the third and last harvest of the year, the beginning of the storage of provisions for the winter, the beginning of the return of herds from the pasture and the renewal of its laws.

It was a party with several names: Samhain (end of summer), Samhein, La Samon, or even the Sun Party
But what was it was the Scottish Hallowe’en.
One of the legends of Celtic origin says that the spirits of all who died during that year would come back in search of living bodies to possess and use the next year. The Celts believed the only chance of life after death.
The Celts believed all laws of space and time, allowing the spirit world to intermingle with the living.

As the living would not be possessed, on the evening of October 31, extinguished the torches and bonfires of their home so that they became cold and unpleasant, put costumes and noisily paraded around the neighborhood, being as destructive as possible, to frighten looking for bodies to possess, (Panati).
The Romans adopted the Celtic practices, but in the first century after Christ, they abandoned them.
Halloween was brought to the United States in 1840 by Irish immigrants fleeing famine, in which his country was passed and be known as the “Halloween”.

Trick or Treat? (Trick-or-treat)

The game of “trick or treating” originated from a ninth-century European custom called “souling” (aim).
On November 2, All Souls Day (or All Souls here in Brazil), Christians went from village to village asking for “soul cakes” (soul cakes), which were made of small squares of bread with currants.
For every cake won, one should say a prayer for a dead relative of the donor.
It was believed that the souls remained in limbo for a time after his death and that prayers helped her to go to heaven.

Pumpkins and candles: Jack O’Lantern (Jack Lantern)
The candle in the pumpkin probably has its origin in Irish folklore.
A man named Jack, an alcoholic coarse, in an Oct. 31 drank excessively and the devil came to take his soul. Desperate, Jack begs for another glass of drink and the devil grants.
Jack was broke for the last drink and asks the Devil to turn into a coin. The Devil agrees.
Barely see the coin on the table, Jack saves it in the portfolio, which has a cross-shaped clasp.
Desperate, the devil begs Jack to leave and proposes a deal: free him in exchange for staying on Earth for one more year.
Without option, the Devil agrees.
Happy with the opportunity, Jack decides to change his ways and starts to treat well his wife and children, going to church and to charitable causes.
But change does not last long, no.

Next year, on the night of October 31, Jack is going home when the devil appears. Jack, smart as ever, convinces the devil to pick an apple from a tree.
The Devil agrees and goes up when the first branch, Jack grabs a knife in his pocket and draws a cross in the trunk.
The devil promises from for over ten years.
Without accepting the proposal, Jack orders the devil never annoys.
The Devil agrees and Jack frees the tree.
To his misfortune, a year later, Jack dies, and then try to get into heaven, but its entry is denied.
No alternative, go to hell.

Once there, find the devil, which is still suspicious and feeling humiliated, does not allow their entry, and as punishment, the devil plays Jack an ember to light his way to the limbus. Jack put the ember in a turnip to last longer and goes wandering.
Due to this event, his ghost is now known as Jack O’Lantern (Jack of the Lantern).
The turnips were used in Ireland as “Jack lanterns” originally, but when the immigrants came to America, they found that pumpkins were far more plentiful than turnips.
Then they began to use pumpkins lit with an ember inside instead of turnips.
So the tradition of making caricatures in pumpkins and light them inside with a candle in the Halloween season.

According to legend, anyone who pays attention and can see a small dim light on the night of October 31, because it is able to see the passing of Jack looking for an output that is stuck in limbo.

Witches have a critical role on Halloween.
No wonder that October 31 is known as “Halloween” in Portuguese.
According to various legends, witches would gather twice a year during the change of seasons: in April 30 and October 31.
According to legend it is said, coming flying broomsticks, witches attending a party headed by the Devil himself.
They threw curses and spells on anyone, turned into several things and causing all kinds of trouble.
It is also said that to find a witch had to put your clothes inside out and walk backwards during Halloween night.
Then, at midnight, you would see a witch!

The belief in witches came to America with the first settlers.
There, they spread and mixed with stories of witches told by Native Americans and later, with beliefs in black magic brought by African slaves.
The black cat is constantly associated with witches because of the legends, which state that they can turn into cats and also due to beliefs, which preach that cats are actually spirits of dead people.
Many superstitions are associated with black cats.
One of the best known is that if a black cat crosses your path, you must return the way you came from, because if you do not, bad luck for sure.

Halloween Around the World

The Halloween party, in fact, equivalent to “All Saints Day” and “All Souls Day”, and was absorbed by the Catholic Church to erase the pagan ties, giving rise to party. The countries of Hispanic origin celebrate Day of the Dead and not Halloween.
In the East, the tradition is linked to popular beliefs of each country.

.

Brazil

Halloween in Brazil is called Halloween and its celebration will take place on October 31.
It is believed that on this night the souls pass out of their graves and leave the streets scaring all those who are close by.
The halloween infiltrated our celebrations timidly, as Brazil, a country that celebrates the finer things in life, do not see in the midst of festivity to the dead.
Despite its small influence can be seen in schools, clubs, nightclubs and shopping malls in several cities, but as stated earlier, does not acquire expressive power, since neither local folklore is actually celebrated.
Many nationalists give credits to the influence of American cultural imperialism coming of Halloween, so some Brazilians, located in São Luiz do Paraitinga (state of São Paulo), enacted on October 31 as the official day of Saci Pererê to protest the inclusion Halloween.
Most demonstrations critical position in Brazilian import American culture, as the country has great diversity folk who is not harnessed and celebrated.
Despite all the efforts of the press to highlight this festivity American, Brazilians do not usually celebrate the date.
It is a festival celebrated by few.
In Rio de Janeiro manifestations are characterized by plaques scattered around town opposing the practice and still request the return of Brazilian considerations, that is, give value and importance to beliefs born in the country, leaving express patriotism within our culture.
Even so, the Halloween festivities in Brazil has become common, especially among young people, who meet in private clubs or even private lounges, promovendos costume parties with motifs of “horror”, aimed at celebrating the date considered as “Halloween.”
Due to the realization of these parties, trade fantasies and motives aimed at monsters and witches has been a significant increase in the month of October each year.
USA

Since 1800, when the Irish and Scottish immigrants brought their Halloween festivities to North America, the festival has developed considerably.
The connection with the feast of All Saints Day and All Souls’ Day was practically left out, and many new secular traditions developed.
For children, dress up and go out the house doing the trick of “trick or treating” is still the biggest event.

Most households in the United States and Canada participate, even they do not want to risk minor vandalism.
Many adults wear costumes and participate with their children in costume parties and contests.
Other Halloween activities take place throughout the month of October.
These traditions preserve the spirit of joy Samhain before the scary thoughts of death and the supernatural.
The Americans added horror movies, haunted houses Community, ghost stories and Ouija boards.
Cards and decorations are also part of Halloween.

The party is second only to Christmas in total trade turnover.
Another common custom of Halloween is collecting money for UNICEF (English site) instead of sweets.
This custom began in 1950 in the state of Philadelphia when a group of a Sunday school had the idea to collect money for needy children to play “trick or treating”.
They sent the money they could, about $ 17.00, for UNICEF, which was inspired by the idea and began a program of “trick or treating” in 1955.

Spain

In Spain, the tradition of celebrating Halloween is still recent, having reached almost around the year 2000.
The marketing done on American society cared to universalize this party to provide economic benefits in various sectors, such as theme parks, books, movies and even gastronomy. ”
In Spain, to schools with pumpkins adorn the courtyard and children dress up in costumes of “muertos vivientes”, which are the living dead, and witches and ghosts.
Like the United States, being the children ready for the party, take to the streets to ask for food and sweets typical of this era, but there are people who love.
Many neighbors did not even open the doors, because they feel uncomfortable and think that it’s all a big mistake.
Spain is a country that still maintains the ancient tradition of worship and respect for the dead, as well as in Brazil.
The Spaniards usually go to the cemetery to clean the graves and bring flowers, as is customary in Brazil on holiday All Souls, November 2.
Additionally, on October 31, coincides with the harvest of chestnuts and pumpkins in celebration called “Castanhada”.

Ireland

Ireland is considered the country of origin of Halloween. In rural areas, people access bonfires, as the Celts were the origins of the festival and children wandering the streets saying the famous “tricks or treats” (trick or treating).

Mexico

On 1st marks the Day of Rugrats, or Day of the Holy Innocents, when the children killed before baptism are remembered.
Day of the Dead (El Dia de los Muertos), November 2, is quite celebrated in Mexico.
Dead people offer what they liked most: food, drinks, flowers.
On the eve of All Souls Day, family and friends decorate the graves of the cemeteries and people eat, drink and talk, awaiting the arrival of the dead at dawn.
A very popular tradition are the candy skulls, made with chocolate, marzipan and sugar.

Thailand

In this country, there is Phi Ta Khon festival, celebrated with music and parades masks accompanied by the image of Buddha.
According to legend, ghosts and spirits walk among men, and the festival takes place on the first day of Buddhist festivals.

Typical symbols of Halloween with its mysticism and meanings:

Pumpkin:

Symbolizes fertility and wisdom.

The candle:.

Indicates the paths to the spirits of another astral plane.

The cauldron:

It was part of. Culture. As send. Tradition ..
Inside, the convidados.devem atirar.moedas.e.mensagens.escritas.com requests to the spirits.

Broom:

Symbolizes the feminine power that can make cleaning the negative energy.
Mistakenly thinks that she served to transport witches.

Currencies:

Should be collected at the end of the party to be donated to the needy.

Tickets:

With requests must be incinerated to what is requested by written message is quickly answered as will rise through the smoke.

The spider:

Symbolizes fate and the threads that weave their webs, the environment, and support for the way forward.

Bats:

Symbolize clairvoyance because els can see beyond the forms and appearances, without the need for vision eye.
To capture the shapes and distances through its own energy by emitting ultrasonic signals.

The sapo:

Is linked to the symbolism of the power of feminine wisdom, lunar symbol and attribute of the dead women and magic.

The Black Cat:

Symbol of the ability of meditation and spiritual retreat, self-confidence, independence and freedom. Harmony with Unirverso.

🙈👻👍💕